Investimento de 7,5 milhões para criar Caminhos de Fátima

Sociedade

07 Outubro 2015

Investimento de 7,5 milhões para criar Caminhos de Fátima

Quando, em Maio de 2017, o Papa Francisco visitar a Cova da Iria poderá vir a percorrer o troço final do Caminho de Fátima, que vai ligar Gaia ao santuário mariano, desviando os peregrinos da antiga Estrada Nacional para vias secundárias com muito menos trânsito.

Esse é, pelo menos, o desejo dos promotores do projecto Caminhos de Fátima, apresentado na semana passada e que prevê um investimento de cerca de 7,5 milhões de euros , sendo que quatro milhões serão aplicados na requalificação de caminhos e de vias já existentes que funcionem com alternativa ao IC2/EN1. A restante verba destina- se à sinalização, promoção e divulgação dos caminhos.

O objectivo é desviar os peregrinos da estrada nacional para vias secundárias, mais seguras, mas também mais interessantes do ponto de vista paisagístico e cultural, com o projecto a preconizar a certificação do caminho como itinerário cultural europeu. “Em todos os concelhos, haverá alternativas para tirar as pessoas de estradas nacionais, com a valorização do percurso, através, por exemplo, da recuperação de antigas estradas reais, do atravessamento de calçadas romanas ou de vales agrícolas e do aproveitamento de canais ferroviários desactivados ou a desactivar”, explica a coordenadora do projecto.

Leia mais na edição impressa ou faça registo e descarregue o PDF gratuitamente

Maria Anabela Silva
Redacção Maria Anabela Silva anabela.silva@jornaldeleiria.pt
© Jorlis - Todos os direitos reservados